sexta-feira , 27 novembro 2020
Programação do Aniversário de 466 anos de São Paulo

São Paulo comemora 466 anos com programação em vários bairros da cidade

No dia 25 de janeiro, a Secretaria Municipal de Cultura apresenta mais de 300 atividades, como shows, cinema, dança, teatro e circo, em cerca de 150 pontos nas ruas e equipamentos culturais municipais nas cinco regiões da cidade

Um dos destaques do calendário integrado da cidade, o Agendão, do programa São Paulo Capital da Cultura, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, o Aniversário de São Paulo celebra a fundação da maior cidade da América Latina, promovendo uma reflexão sobre a sua história por meio das atividades programadas para o dia 25 de janeiro. O evento conta com mais de 300 atividades entre shows, palestras, cinema, dança, circo, teatro, programação infantil, debates e roteiros de memória, realizadas em cerca de 150 pontos em todas as regiões da cidade.

Entre as atividades programadas, na região central, o destaque é o Grande Cortejo Modernista. Na festa da cidade, cabem todos os ritmos e gêneros: da cultura indígena, passando pelo forró, pelo hip hop, pelo samba, erudito e rock, até atrações de música brasileira e carnaval.

Participam desse espetáculo itinerante a céu aberto artistas como Elba Ramalho com Bixiga 70, Karol Conka, Rashid, Ney Matogrosso, Skank, Demônios da Garoa e Zezé Motta. Para dar vida a personagens históricos, foram convidados atores como Pascoal da Conceição, interpretando o escritor Mário de Andrade. A Orquestra Sinfônica Municipal, o Coro Lírico, o Balé da Cidade de São Paulo e o Coral Indígena Guarani Amba Vera também integram a apresentação. A abertura será no Pátio do Colégio, às 12h, e o itinerário inclui o Largo São Bento, Rua Líbero Badaró, Avenida São João, Viaduto do Chá, Praça Ramos de Azevedo – onde fica o Theatro Municipal de São Paulo -, Largo do Paiçandu, esquina das Avenidas Ipiranga e São João e Praça da República. Dessa forma, o público é convidado a percorrer pontos históricos e lugares de memória que se relacionam com a cultura brasileira em todas as suas formas.

Entre as atividades descentralizadas, que acontecem nas cinco regiões da cidade, está o show de Emicida, no Palco Praça Brasil, na zona leste. Depois de duas apresentações que lotaram o Theatro Municipal de São Paulo, no ano passado, para a gravação do DVD “AmarElo”, o cantor retorna para uma apresentação ao ar livre durante o aniversário de São Paulo. O espetáculo foi o vencedor da categoria melhor show do prêmio APCA 2019. O rapper concebeu este trabalho “como quem manda cartas de amor”. No repertório, a faixa-título “Eminência Parda”, entre outras canções, além de músicas que marcam seus dez anos de carreira.

Na Freguesia do Ó, zona norte, o tradicional grupo de forró paulistano Falamansa apresenta-se às 19h com diversos sucessos que marcaram o início dos anos 2000, entre eles, “Rindo à Toa” e “Xote da Alegria”. O grupo faz ainda versões de canções conhecidas nas vozes de Luiz Gonzaga e Alceu Valença. Na sequência, sobe ao palco o grupo de forró Rastapé. Com 20 anos de carreira, a banda Rastapé, o grupo lançou recentemente as canções “Contando as Horas” e a regravação de “Vou te Levar”, música do rapper Fábio Brazza e Vulto.

Outro espaço que recebe programação neste dia é o Centro Cultural da Juventude. Um grande encontro de talentos da nova geração do rap com Drik Barbosa, Kamau e Rashid. A carreira da MC, que participou, em 2015, da música “Mandume” de Emicida, começou na Batalha do Santa Cruz, na qual desenvolveu suas habilidades no freestyle, método baseado na improvisação. Da mesma fonte, vieram também Rashid, Projota e o próprio Emicida. Uma das principais referências entre o rap clássico e o contemporâneo, Kamau é um dos principais nomes do gênero no Brasil. Rashid, que significa “justo” e “corretamente guiado” em árabe é um rapper que tem uma carreira musical recente, mas já muito sólida. Seu primeiro álbum foi lançado em 2016, mas o rapper já se tornou referência no segmento, principalmente em São Paulo, onde nasceu. Seu mais recente trabalho, “Tão Real”, é multiplataforma, com conteúdos disponíveis em podcast e também como documentários, além das faixas musicais.

No Butantã, zona oeste, a programação se inicia às 14h com o grupo Samba Rock Santo Amaro formado por alunos de uma oficina realizada na própria Casa de Cultura. Na sequência, às 15h20, o grupo “Eu soul sambarock” relembra os bailes das periferias de São Paulo desde a década de 1960. Às 16h, a banda Sandália de Prata apresenta seu novo disco, “Maloqueiro e Elegante”. O encerramento fica com a cantora Paula Lima, às 18h. Com foco no samba-rock, o repertório traz canções como “Mil estrelas” e “Meu guarda-chuva”.

Ainda nessa região, no Centro Cultural Tendal da Lapa, às 19h, o cantor Marcelo Jeneci apresenta seu novo disco, “Guaia”, voltando às origens ao homenagear o bairro em que cresceu, Guaianazes. Para apresentar o terceiro álbum, Marcelo Jeneci (voz, sanfona e teclados) sobe no palco acompanhado por Rafa Cunha (bateria e samplers). No repertório, seus maiores sucessos e as novas canções “Aí Sim”, “Oxente” e “Redenção”, entre outras.

O samba dá o tom da programação do M’Boi Mirim, na zona sul. A partir das 18h, a programação começa com a Equipe Black Mad, grupo fundado por Mauricio Black Mad e que traz uma apresentação de dança e música em ritmos como soul music e funk. Na sequência, às 20h, será a vez de Rodriguinho, ex-vocalista do grupo Travessos, que apresenta a turnê “30 anos, 30 sucessos”. Neste show, ele relembra canções que fizeram sucesso no grupo como “Tô te filmando (Sorria)” e “Quando a gente ama”. Quem encerra as apresentações neste palco é o grupo de samba Art Popular, às 21h. Músicas como “Pimpolho” e “Fricote” estarão no repertório.

Para valorizar e descriminalizar este gênero musical, a Secretaria Municipal de Cultura realizou em dezembro de 2019, na zona leste, o Festival Funk da Hora. Agora, no dia do aniversário de São Paulo, dia 25 de janeiro, o projeto chega à zona sul. Entre os mais de 20 artistas convidados, apresenta-se, no Centro Cultural do Grajaú, o mineiro MC Lan, que lançou sucessos como “Sua Amiga Eu Vou Pegar” e “Open the Theca”; em Heliópolis, o paulistano MC Kekel, intérprete dos hits “Quer Andar de Meiota?”, “Solteiro Nunca Está Só” e outros; e, em Paraisópolis”, o carioca Nego do Borel, autor de “Me Solta” e “Você Partiu Meu Coração”.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

CENTRO

GRANDE CORTEJO MODERNISTA
Música, teatro, circo e dança preenchem de arte e cultura as ruas, edifícios e palcos localizados no centro histórico da cidade, durante “O Grande Cortejo Modernista”. Com dez horasde duração, o espetáculo itinerante tem início
no Pateo do Collegio e termina na Praça da República. Apresentam-se artistas como Elba Ramalho, Karol Conka, Rashid e Ney Matogrosso; os grupos Bixiga 70, Skank, Demônios da Garoa, Aerogroove, Coral Indígena Guarani Amba Vera, Orquestra Sinfônica Municipal, Coro Lírico, Coral Paulistano, Balé da Cidade, bonecos da Cia. PiA FraUs, além dos Blocos Pagu, Baixo Augusta e Escola de Samba Vai-Vai. O cortejo promove uma verdadeira viagem pela história do Modernismo e suas manifestações na capital paulista. Para dar vida a personagens históricos, foram convidados
os atores Pascoal da Conceição, Rosi Campos, José Rubens Chachá, Virgínia Cavendish, Marcos Palmeira e Marcelo Airoldi.

dia 25/1

| 12h – Pátio do Colégio: abertura do espetáculo com José Rubens Chachá como Oswald de Andrade e Pascoal da Conceição como Mário de Andrade anunciando o Grande Cortejo Modernista.

Apresentação do Coral Paulistano com o Coral Guarani Amba Vera;

| 13h – Pátio do Colégio: Início do cortejo com Elba Ramalho e banda Bixiga 70;

| 14h – Largo São Bento: no berço do Hip hop, show com Karol Conka, Rashid, bboys, bgirls e DJs;
Pela Líbero Badaró, intervenções aéreas com dançarinos , performers e os personagens Di Cavalcanti (Marcelo Airoldi) e Tarsila do Amaral (Rosi campos) dialogam das sacadas de Prédios Históricos.
No Edifício Sampaio Moreira, sede da Secretaria Municipal de Cultural (SMC), os personagens Mário de Andrade (Pascoal da Conceição) e Anita Malfatti (Virgínia Cavendish) celebram os 45 anos de criação da SMC e sobre a primeira exposição de Anita.


| 15h – Praça do Patriarca: O Balé da Cidade apresenta coreografias inspiradas na obra da artista plástica Tarsila do Amaral, ao som da banda aérea da Cia-K Aerogroove.
Rosi Campos como Tarsila do Amaral apresenta os bonecos gigantes da Cia. PiA FraUs, inspirados em obras do modernismo brasileiro.


| 15h30 – Nas sacadas do Edifício Matarazzo, o grupo Demônios da Garoa apresenta clássicos do Samba Paulistano.
Pelo Viaduto do Chá, Leda Cruz em Voz e Piano com bailarinos fazem uma performance aérea.
| 16h30 – Nas sacadas do Theatro Municipal, os modernistas encontram com Marcos Palmeira que interpreta o Maestro Heitor Villa-Lobos para anunciar as comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna de 22.
Villa-Lobos e João Carlos Martins regem a Orquestra Sinfônica Municipal, com os musicistas usando chinelos, em alusão ao ocorrido na Semana de 22;


Do saguão do Teatro Municipal surge o Bloco Pagu, composto por 100 mulheres homenageando a escritora e jornalista Patricia Galvão, um dos ícones de Modernismo. Ao som do Bloco, o cortejo segue até o Largo do Paissandu.


| 18h00 – Na chegada ao Largo do Paissandu, ZEZÉ MOTTA surge da Igreja do Rosário dos Homens Pretos, para falar da memória negra do território ao som do bloco afro-afirmativo Ilú Obá de Min.
A lado do Boneco gigante do Palhaço Piolin, circenses e a banda aérea da Cia K – Aerogroove tocam hits modernos e milhares de bolas coloridas são jogadas para o público brincar.


| 19h00 – Na Galeria do Rock Oswald de Andrade anuncia a banda Skank, que faz um show especial, revisitando seus grandes sucessos.
O Bloco Pagu com os Modernistas conduzem o público até o cruzamento das Avenidas Ipiranga e São João;


| 20h00 – Na esquina mais famosa de São Paulo, Ney Matogrosso faz show de voz e piano (Leandro Braga);


| 21h – Pela Avenida Ipiranga, o Bloco Baixo Augusta embala os participantes com ritmos carnavalescos até a Praça da República anunciando o Carnaval de Rua de São Paulo.

Destaques do Grande Cortejo Modernista
Marcos Palmeira como Heitor Villa-Lobos
Rosi Campos como Tarsila do Amaral
José Rubens Chachá como Oswald de Andrade
Pascoal da Conceição como Mário de Andrade
Marcelo Airoldi como Di Cavalcanti
Virginia Cavendish como Anita Malfatti

EXPEDIÇÃO FOTOGRÁFICA GLOBO
Em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, a TV Globo realiza uma expedição fotográfica especial pelo tradicional bairro do Bixiga. Percorrendo esse roteiro peculiar, os participantes encontrarão referências da história da cidade, passando pela herança negra, imigração, diversidade, arquitetura e urbanismo. A Expedição Fotográfica Globo vai além da fotografia e convida o público a uma reflexão sobre a formação da identidade de São Paulo e seu patrimônio histórico material e imaterial.

| Ponto de encontro: Vila Itororó. Dia 25/1, às 9h. Inscrições pelo site: sp.globo.com. Grátis. Livre

THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO
| “Vanguarda Paulistana in Concert”. Dia 26/1, às 17h
| “São Paulo, Meu Amor!”. Dia 27/1, às 20h
| Grátis (retirar ingresso duas horas antes)

PROGRAMAÇÃO DESCENTRALIZADA

ZONA LESTE

CASA DE CULTURA ITAIM PAULISTA
| Beatloko com Recayd Mob, Dexter, Torya, Bivolt, DJ Cia, Ndee Naldinho, Sandrão RZO, Scarlett Wolf, Vi Mendes e Don L, às 16h
| Delon, às 20h30
PALCO PRAÇA BRASIL
| Leões de Israel, às 16h
| Caminho Suave, às 18h
| Emicida, às 20h
| DJ Amoirasah nos intervalos dos shows
| Grátis (não é necessário retirar ingresso)

CENTRO DE FORMAÇÃO CULTURAL DE CIDADE TIRADENTES
| Linn da Quebrada, às 19h
| Leandro de Itaquera, às 20h
| Dudu Nobre, às 21h
| Grátis (não é necessário retirar ingresso)

ZONA NORTE

PALCO FREGUESIA DO Ó

| Toke Divinal, às 14h30
| Miro de Melo & Os Bregapunks, às 16h
| Falamansa, às 19h
| Rastapé, às 21h30
| Grátis (não é necessário retirar ingresso)

CENTRO CULTURAL DA JUVENTUDE
| Psicopretas, às 18h
| Drik Barbosa, às 19h
| Kamau, às 20h
| Rashid, às 21h
| Grátis (retirar ingresso a partir de uma hora antes)

ZONA SUL

CASA DE CULTURA DO BUTANTÃ

| Samba Rock Santo Amaro, às 14h
| Eu Soul Sambarock, às 15h20
| Banda Cacildes, às 14h
| Sandália de Prata, às 16h
| Cantinho do Samba Rock, às 17h
| Paula Lima, às 18h
| Grátis (não é necessário retirar ingresso)

CASA DE CULTURA M’BOI MIRIM
| Equipe Black Mad, às 18h
| Na Palma da Mão, às 19h
| Rodriguinho, às 20h
| Art Popular, às 21h
| DJ Light, nos intervalos dos shows
| Grátis (não é necessário retirar ingresso)

FUNK DA HORA
Centro Cultural do Grajaú

| MC Baraka, às 14h
| NGKS, às 15h30
| MC Rodolfinho, às 16h30
| MC Lan, às 17h30
| MC Tha, às 19h30
| DJ Zeme nos intervalos dos shows
| Grátis (não é necessário retirar ingresso)

Paraisópolis
| Geração Portela, às 14h45
| Êxodo, às 15h30
| Marie, às 16h15
| MC Furlan, às 17h
| EDS, às 17h45
| Bia Freitas, às 18h30
| Almas Errantes, às 19h15
| Júnior Aguiar, às 20h
| Jhoni Sertanejo, às 20h45
| Nego do Borel, às 21h
| DJ Guarujá nos intervalos dos shows até as 22h
| Baile do Rato MC Brizola, das 22h às 4h
| DJ Allan, às 22h; DJ Jp, às 23h; MC Lele, à 0h;
Grupo Novo Conceito, à 1h; DJ CR7, às 2h30; DJ
Exculacha, às 4h

Heliópolis
| DJ Tyko Pro, às 15h
| MC Messo, às 15h45
| MC Vitin, às 16h30
| MC DH, às 17h15
| MC Lanzinho, às 18h
| MC Daniel, às 18h45
| MC Yasmin Milena, às 19h30
| MC di do Helipa, às 20h15
| MC Kekel, às 21h

CASA DE CULTURA DE SANTO AMARO
| Conjunto João Rubinato, às 18h
| Os Originais do Samba, às 20h
| Grátis (não é necessário retirar ingresso)

ZONA OESTE

CENTRO CULTURAL TENDAL DA LAPA

| Lu Lopes, às 17h
| Marcelo Jeneci, às 19h
| Grátis (não é necessário retirar ingresso)

PALCO BRASILÂNDIA
| Cia. de Teatro Evoé, às 14h
| Funk Como Le Gusta e Thaíde, às 16h
| Prata da Casa, às 18h
| Ca.Ge.Be, às 18h
| Negra Li, às 20h
| Bloco Unidos do Guaraú, às 21h
| Bloco Aqui Ó, às 21h30
| Grátis (não é necessário retirar ingresso)

VIRADINHA
Crianças e seus familiares poderão se divertir com diversas atividades culturais e de lazer como pintura facial, recreação, entre outras.
| Paraisópolis. Dia 25/2, das 10h às 14h
| Grátis (não é necessário retirar ingresso)


Parceiros Institucionais

CBN
Os 466 anos de São Paulo serão celebrados num grande espetáculo sobre a Alegria num dos locais mais exuberantes da cidade, Theatro Municipal. A festa, com entrada gratuita, será dia 25, sábado, a partir das 8h30. Música, reflexão e brincadeiras num programa ao vivo transmitido pela rádio CBN. Sob a regência do maestro João Carlos Martins, a orquestra Bachiana Filarmônica Sesi-SP vai receber convidados especiais: Tom Zé; Paulinho Moska; Filipe Catto; o tenor Jean William; e a soprano Anna Beatriz Gomes.
O programa “São Paulo, 466 anos com alegria” será comandado pela jornalista Fabíola Cidral com reflexões do filósofo, escritor e professor Mario Sergio Cortella e da atriz e cantora, Lu Lopes, conhecida como palhaça Rubra. “A ideia não é apenas falar, mas procurar a alegria que mora em cada paulistano e unir essa força nesta data tão especial”, antecipa a apresentadora do CBN São Paulo.
O programa idealizado pela CBN é feito em parceria com o Sesc SP, Itaú Cultural e Theatro Municipal de São Paulo com o apoio da Fundação Bachiana. A programação gratuita começará às 8h30 com intervenções artísticas no saguão principal do Theatro. O CBN São Paulo especial comandado por Fabíola Cidral e convidados será das 10h às 12h na sala de espetáculos e com transmissão ao vivo pelo rádio e pela internet.
Os quase 1500 ingressos serão distribuídos a partir das 8h15 com a entrega de senhas por ordem de chegada na entrada do Theatro Municipal.

Bolo do Bixiga
Quando falamos em Orquestra logo vem à cabeça violinos, maestro e na maioria das vezes música erudita. Mas a OBMJ não é nada disso, é uma Orquestra pra se dançar!
A Orquestra Brasileira de Música Jamaicana como o nome sugere, reproduz de maneira inteligente e divertida, versões de grandes clássicos da música brasileira em ritmos jamaicanos criados nas décadas de 50 e 60.
Ska, Rocksteady e o Early Reggae são alguns dos dançantes ritmos que permeiam na Orquestra. Criada originalmente pelo músico e produtor Sérgio Soffiatti e pelo trompetista Felippe Pipeta, a OBMJ tem como objetivo principal fazer o público dançar.
É difícil traduzir em palavras o entusiasmo do público ao dançar “O Guarani”, clássico da música erudita brasileira transformado em Ska, ou “Águas de Março”, uma bossa nova do mestre Tom Jobim, tocada em Early Reggae. Mas a OBMJ não toca só versões, desde o seu primeiro disco músicas autorais fazem parte do repertório da banda, como “Ska Around the Nation”, a música mais conhecida da banda.
A ORQUESTRA BRASILEIRA DE MÚSICA JAMAICANA e convidados irão se apresentar num show comemorativo ao Aniversário de São Paulo, em 25 janeiro 2020, no projeto Festa do Bolo do Bixiga no Aniversário de São Paulo – Lei Festa do Bolo do Bixiga 16.144/2015 – num show que valoriza a música brasileira, o samba e os músicos do Bexiga.
O show marca a comemoração do Aniversário da Cidade de São Paulo em 2020, numa grande festa cultural e artística.

466 anos de São Paulo no Horto Florestal
Polo de Ecoturismo da Cantareira
A partir das 09h
Show ao vivo
Atrações esportivas e culturais
Gastronomia e Artesanato
Oficinas sobre sustentabilidade e ecoturismo

Formado no final da década de 70 o grupo Fundo de Quintal hoje é: Bira Presidente (pandeiro e voz), Sereno (tantã e voz), Ubirany (repique-de-mão), Ademir Batera (bateria), Márcio Alexandre (cavaco) e Junior Itaguaí (banjo) que apresentam os maiores sucessos da carreira do grupo.
O grupo foi formado no final da década de 1970 e em seus 40 anos de carreira gravou 33 discos, cinco DVDs, recebeu diversos prêmios nas categorias de samba e foi vencedor do Grammy Latino 2015 pelo álbum “Só Felicidade”. Já fizeram parte do Fundo de Quintal nomes como Jorge Aragão, Arlindo Cruz, Sombrinha e Almir Guineto, sendo este último um dos fundadores do grupo.
Atualmente o Fundo de Quintal é formado por Ademir Batera, Bira Presidente, Sereno, Ubirany, Júnior Itaguaí e Márcio Alexandre.

Orquestra no Parque – Colgate Clássicos – Toca Raul
O Ministério da Cidadania e Colgate apresentam o projeto Orquestra no Parque, com o show Colgate Clássicos – Toca Raul, no dia 26 de janeiro, domingo, às 16h. A apresentação inédita faz uma homenagem ao cantor e compositor Raul Seixas, falecido 30 anos atrás, com a Orquestra Arte Viva, com regência do maestro Amilson Godoy, convidando ao palco os artistas Frejat e Luiza Possi. O show é gratuito e acontece na plateia externa do Auditório Ibirapuera, no Parque Ibirapuera, também em celebração do aniversário de 466 anos de São Paulo.

Itaú Cultural
Cabaré Sade (RJ)
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)Criação colaborativa que conta a história da morte do líder revolucionário Jean-Paul Marat, assassinado pela jovem camponesa Charlotte Corday em plena Revolução Francesa. A história é encenada no Falido e Fabuloso Cabaré da Mamacita, no grande “hospício” Brasil, e cria analogias com a realidade do nosso país.
[Sala Itaú Cultural]

[duração aproximada de 75 minutos]

[2 ingressos individuais]

[classificação 18 anos]

[Libras] • sábado | 25 janeiro | 20h

Mozart – Grupo Sobrevento
Dois distintos cavalheiros e uma jovem senhorita do século XVIII tiram de uma pequena carroça bonecos que não têm fios nem varas, mas parecem ganhar vida própria, para contar momentos curiosos da vida agitada de Mozart, famoso compositor austríaco.
[Sala Multiuso]

[duração aproximada de 50 minutos]

[2 ingressos individuais]

[classificação livre]

[Libras] • sábado | 25 janeiro | 15h

férias

O Itaú Cultural preparou uma programação especial para as férias de janeiro. Todos os dias (exceto às segundas, quando o instituto está fechado), às 14h, acontece no Itaú Cultural uma atividade voltada para toda a família, desde o público infantojuvenil até a terceira idade. A programação do mês foi pensada de forma a abordar diferentes linguagens: terças de cordel, quartas de encadernação, quintas teatrais, sextas brasilianas, sábados das esculturas e domingos na Paulista. Dialogando com as exposições em cartaz no instituto, a cada semana as temáticas mudam, sempre dentro da atividade proposta para cada dia. Você encontra a programação completa no folheto disponível no balcão de informações e no site itaucultural.org.br. [classificação livre]
• terça 7 a sexta 31 | 14h

Ocupação Alceu Valença Há quem queira parar o tempo, mas o tempo não tem parada. E é Alceu Valença, compositor e instrumentista pernambucano, quem mergulha, de maneira constante, na dimensão das horas, chave de entrada para seu mundo frenético e brincante. Dos versos às rimas, do rock ao frevo, do circo ao cinema, a vida e a obra do artista são celebradas na 48a edição do programa Ocupação Itaú Cultural. Fotografias, depoimentos, objetos e produções literárias procuram desvendar os muitos mundos ocupados por Alceu Valença. [classificação livre]
• Até domingo 2 de fevereiro terça a sexta 9h às 20h [permanência até as 20h30] sábado, domingo e feriado 11h às 20h piso térreo

Exposição Franz Weissmann: o Vazio como Forma Um panorama da obra do escultor, pintor e desenhista Franz Weissmann (1911-2005). Em três andares, o público acessa produções de várias fases do artista neoconcreto – além de esculturas, estão disponíveis 50 desenhos inéditos. A curadoria é de Felipe Scovino. A mostra ainda se estende para o Parque Prefeito Mário Covas – na Avenida Paulista, 1853 –, onde fica exposta a escultura Cubo Azul (1978-2011). Weissmann sempre se interessou em ter suas criações na cidade, possibilitando novas relações com a arte.
Confira também a formação Tensionando o Espaço Público, que ocorre como programação paralela da exposição. [classificação livre]
• Até domingo 9 de fevereiro terça a sexta 9h às 20h [permanência até as 20h30] sábado, domingo e feriado 11h às 20h pisos 1, -1 e -2.


Espaço Olavo Setubal – Coleção Brasiliana no Itaú Cultural Entre pinturas, gravuras, moedas e manuscritos, a exposição permanente apresenta mais de mil itens que narram histórias do Brasil.

[classificação livre]

• terça a sexta 9h às 20h [permanência até as 20h30] sábado, domingo e feriado 11h às 20h | pisos 4 e 5

CCBB
Chiharu Shiota – Linhas da Vida 09 – 21h
A exposição, especialmente concebida para o CCBB, apresenta cerca de 70 obras realizadas no início da carreira da artista (1994) até trabalhos inéditos. Inclui ainda uma instalação site specific (Além da Memória, na rotunda do CCBB), em diálogo com a arquitetura monumental e histórica do edifício. A obra de Shiota existe a partir de seu percurso e de sua existência, o que lhe atribui uma essência autobiográfica. Muito de sua produção, como as instalações, é efêmero, assim como é transitório o próprio ciclo da vida.

Mustache e Os Apaches 26/01/2020 16h30 – 17h30
A banda Mustache & Os Apaches nasceu da simbiose criativa de cinco excêntricos músicos que também atuam em vários campos da arte, como o circo, artes plásticas, cinema e literatura. Inspirados inicialmente pelas Jug Bands norte-americanas e pelos espetáculos do Circo Vaudeville, iniciaram seu projeto apresentando-se nas ruas de São Paulo e logo destacaram-se por serem capazes de transformar qualquer lugar da cidade em um espaço para shows, sempre juntando pessoas de uma maneira alegre e espontânea.

Em Construção 16h – 17h49
Seleção de 13 Vistas Lumière, 13’ + Miséria em Borinage (Misère au Borinage), de Henri Storck e Joris Ivens, Bélgica, 1933, p&b, 33’, digital e Em comparação (Zum Vergleich), de Harun Farocki, Alemanha, 2009, cor, 60’, digital

Do Polo ao Equador 18h30 – 20h28
Vistas Lumière, 20’ + Do polo ao Equador (Dal polo all’Equatore), de Angela Ricci Lucchi e Yervant Gianikian, Itália, 1986, cor, 98’, 16 mm

Derivas da Memória 10h – 12h/ 12h – 14h/ 14h – 16h
Para esta edição do Derivas da Memória, o Programa CCBB Educativo Arte & Educação convida o público para uma conversa sobre a história do centro de São Paulo desde o período colonial até o apogeu do café no Estado
Passeio a pé 11h – 12h30/ 15h – 16h30
No Aniversário de São Paulo, o CCBB promove um passeio a pé pelo Centro Histórico da cidade de São Paulo com guia de turismo. O ponto de encontro é no CCBB e no trajeto estão cartões postais como a Praça da Sé, Largo São Bento e o Pátio do Colégio. Na volta, os participantes podem conhecer o prédio do CCBB e aproveitar sua programação gratuita.
 

ENDEREÇOS:

Casa de Cultura do Butantã
Av. Junta Mizumoto, 13, Jardim Peri Peri. Zona Oeste
| tel.: 3742-6218

Casa de Cultura do M’Boi Mirim
Av. Inácio Dias da Silva, s/nº – M’Boi Mirim. Zona Sul
| tel.: 5514-3408

Casa de Cultura de Santo Amaro
Pça. Dr. Francisco Ferreira Lopes, 434, Santo Amaro. Zona Sul
| tel: 5522-8897

Centro Cultural do Grajaú
R. Prof. Oscar Barreto Filho, 252 – Capela do Socorro. Zona Sul
| tel.: 5925-4943

Centro Cultural da Juventude
Av. Deputado Emílio Carlos, 3.641 – Vila Nova Cachoeirinha. Zona Norte
| tel.: 3984 2466

Centro Cultural Tendal da Lapa
R. Guaicurus,1.100, Água Branca. Zona Oeste
| tel.: 3862 1837

Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes
R. Inácio Monteiro (alt. do nº 6.900), Cidade Tiradentes. Zona Leste
| tel.: 3343-8900

Palco Brasilândia
Av. Humberto Gomes Maia, s/nº, esquina com Estrada Lázaro Amâncio de Barros. Zona Norte

Palco Freguesia do Ó
R. Simão Velho, Vila Albertina. Zona Noroeste

Palco Heliópolis
R. Coronel Souza Castro Lima,198, Cidade Nova Heliópolis. Zona Sul

Palco Paraisópolis
Campinho Palmeirinhas. Zona Sul

Palco Praça Brasil
Av. Nagib Farah Maluf, s/nº – Conj. Res. José Bonifácio, Itaquera. Zona Leste

Theatro Municipal de São Paulo
Pça. Ramos de Azevedo, s/nº. Centro
| tel.: 3053-2090

Vila Itororó
R. Pedroso, 238, Bela Vista, Centro

*Informações da Secretaria Municipal de Cultura – Prefeitura de São Paulo

Deixe uma resposta

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube