quinta-feira , 19 maio 2022

Exame PSA para detectar o câncer de próstata

A preocupação dos homens com o câncer de próstata, esta pequena glândula situada logo abaixo da bexiga, é muito grande, pois é o segundo tipo mais freqüente atingindo quase 50 mil casos novos no Brasil.

A próstata cresce com a idade estabilizando-se aos 40 anos em 20 a 30 centímetros cúbicos de volume. Depois dos 50 anos 80% dos homens apresentam aumento da glândula podendo chegar à 5 vezes o seu tamanho sem que isto signifique câncer. A sugestão é que os homens com 50 anos façam avaliações periódicas da próstata e até mais precoce se houver câncer em membros da família. O importante é que além do exame local deve ser realizado o exame laboratorial chamado PSA, uma proteína que quando elevada pode sugerir tumores da próstata. Os valores normais são considerados até 4 nanogramas por milímetro de sangue. Os achados de PSA acima deste valor indicam a realização de uma biópsia da próstata (retirada de um pequeno pedaço do tecido).

Os novos estudos tem demonstrado que um grupo de homens com níveis abaixo de 4 tem uma incidência considerável de câncer. A proposta de reduzir o valor do PSA normal para baixar o risco significaria um número muito grande de pacientes submetidos à biópsia da próstata. Desta forma, os pesquisadores estão desenvolvendo um novo tipo de PSA que possa identificar mais precocemente os tumores malignos dos benignos. O importante é que a orientação continua a mesma, procurar o urologista para o exame local da próstata, realização dos outros exames necessários para acompanhamento e prevenção do câncer.

Fonte: Dr. Carlos Alberto Pastore

Deixe um comentário

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube