sábado , 24 julho 2021

Rodoanel inaugura trecho Sul em março

Com 176 quilômetros de extensão, o Rodoanel reduzirá drasticamente o risco de acidentes com cargas perigosas, garantindo índices menores do que os registrados atualmente nas áreas urbanas, como já acontece no trecho Oeste (32 quilômetros de extensão) em operação desde 2002.

Considerada a maior obra realizada no Estado de São Paulo, o Rodoanel interliga dez rodovias: Anchieta, Bandeirantes, Castelo Branco, Raposo Tavares, Régis Bittencourt, Imigrantes, Anchieta, Ayrton Senna, Dutra e Fernão Dias. O trecho Sul terá 57 quilômetros, mais prolongamento de 4,4 quilômetros de extensão, entre São Bernardo do Campo e Mauá, o que soma 61,4 quilômetros. Ele interligará as rodovias Anchieta e Imigrantes com o trecho Oeste, em Embu, que faz conexão com a Régis Bittencourt, Raposo Tavares, Castelo Branco, Bandeirantes e Anhanguera, cobrindo sete das dez rodovias que chegam a São Paulo.

O custo estimado de toda a obra – abrangendo a construção da rodovia, obras de arte, desapropriações, reassentamentos e compensações ambientais – é de R$ 4,2 bilhões, sendo dois terços custeados pelo Estado e um terço pela União.

O Rodoanel Sul passa por áreas urbanas e rurais de sete municípios (Embu, Itapecirica da Serra, São Paulo, São Bernardo do Campo, Santo André, Ribeirão Pires e Mauá) e atravessa duas grandes represas que abrigam mananciais e abastecem a Região Metropolitana de São Paulo e cidades vizinhas. Iniciado em 2007, a sua inauguração oficial está prevista para março, 34 meses após o início das obras. No total, serão 136 obras de arte entre pontes, viadutos, acessos, passagens inferiores e superiores. Somadas, equivalem a 20 quilômetros e a um terço do custo total da obra.

Compensação ambiental

Os marcos mais importantes são as pontes sobre as represas Guarapiranga e Billings e, ainda, os trevos das rodovias Régis Bittencourt, Anchieta e Imigrantes. Nesses trevos, alças direcionais de grande capacidade permitirão manter a fluidez do tráfego das rodovias interligadas. Com 1.775 metros de extensão e vão livre de 107 metros, a ponte sobre a Represa Billings é a maior em movimento, seguida da ponte da Represa do Guarapiranga (250 metros). Também serão construídos 26 viadutos.

Em outubro, foi anunciado o início das obras e serviços no sistema viário de Ribeirão Pires, como medida compensatória do trecho Sul do Rodoanel. Pelo acordo, o município vai receber drenagens, guias, sarjetas e pavimentação de ruas numa extensão de 8 quilômetros, o que totaliza R$ 11,5 milhões de investimento.

No pico da obra, essas empreiteiras chegaram a gerar 48 mil empregos diretos e indiretos. Atualmente, já na sua fase final de execução, 10 mil operários e funcionários trabalham na construção da rodovia. Dentro do plano de compensação ambiental decorrente do impacto das obras sobre a área verde, o trecho Sul do Rodoanel vem executando o reflorestamento da região com espécies nativas numa área de 1.016 hectares ao longo do traçado da estrada, o que corresponde a 2,5 milhões de mudas.

No trecho Sul, a preservação, resgate e realocação da fauna tem sido preocupação constante nas frentes de serviço. Remanejamento de ninhos e animais de baixa mobilidade e resgate de animais, por acaso, feridos, são algumas das ações desenvolvidas.

Deixe uma resposta

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube