sábado , 24 julho 2021

Teste da Iluminação Colorida da Nova Ponte

A Secretaria Municipal de Infra-Estrutura Urbana e Obras realizou na noite desta quinta-feira (24) vários testes com a iluminação multicolorida instalada na ponte estaiada sobre o rio Pinheiros, no Brooklin. A nova ponte ligará a marginal Pinheiros à avenida Jornalista Roberto Marinho, na Zona Sul da Cidade. Com tecnologia de ponta, a iluminação realça as linhas modernas da obra e, ao mesmo tempo, gera economia de 53% quando comparada a sistemas convencionais de energia elétrica. O equipamento foi instalado pela empresa holandesa Philips. 90% das obras da ponte estaiada já estão concluídas.

O foco da iluminação é a torre de 138 metros de altura, em formato de “X”, que sustenta toda a estrutura, com duas pontes de 900 metros cada uma. A iluminação da parte interna da torre é colorida e utiliza 142 projetores colorblast, equipados com diodo emissor de luz (LEDs, em inglês) nas cores vermelho, verde e azul. O LED é um chip que emite luz quando a corrente elétrica passa por ele.

A variação das cores não é fixa, podendo ser programada de acordo com a ocasião. Dessa maneira, as luzes podem ficar fixas em cores pré-selecionadas. Em uma data festiva como o 7 de setembro, por exemplo, será possível iluminar a torre somente nas cores verde e amarelo. O sistema permite tanto a mudança dinâmica das cores como a programação do intervalo de tempo das variações. É um mecanismo já utilizado em ícones arquitetônicos, como o Palácio de Buckingham, na Inglaterra, a Bolsa de Valores de Frankfurt, na Alemanha, e a Sala São Paulo, na Capital paulista.

Na parte externa, a ponte ganhará luz branca que refletirá sobre os 144 estais (cabos de sustentação da ponte). O efeito é resultado da utilização de 20 projetores do tipo arena vision. Esse mecanismo ilumina grandes arenas esportivas do mundo e foi adotado nos estádios das três últimas Copas do Mundo, nos Jogos Olímpicos de 2000 e 2004 e na Torre Eiffel, em Paris. O projeto de iluminação também prevê o direcionamento de luz branca para as pistas de circulação de veículos e alças de acesso à ponte, que tem 206 luminárias.

Obras quase prontas

As obras da ponte estaiada começaram há cerca de dois anos e meio e devem ser concluídas ainda neste primeiro semestre. De acordo com o gerente de obras Norberto Duran, 90% dos serviços já foram realizados, com toda parte de infra-estrutura e concretagem concluída. Os trabalhos estão na fase de acabamento, incluindo os serviços de paisagismo e tratamento antipichação (que possibilita limpeza da pichação até quatro vezes com água e sabão).

O complexo viário vai permitir o acesso direto da avenida Jornalista Roberto Marinho para a marginal Pinheiros, tanto no sentido de Interlagos como em direção ao Centro da Cidade. Também oferecerá opção mais rápida para quem circula pelos bairros do Brooklin, Campo Belo e Jabaquara, na Zona Sul. A interligação deverá desafogar o trânsito das avenidas Luís Carlos Berrini e Jornalista Roberto Marinho.
Veja as fotos na área de destaque, na página inicial do nosso site.

Fonte: Prefeitura da Cidade de São Paulo

Deixe uma resposta

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube