segunda-feira , 4 julho 2022

Balanço das medidas de restrições a caminhões

O prefeito Gilberto Kassab e o secretário municipal de Transportes, Alexandre de Moraes, apresentaram nesta quinta-feira (3) um balanço sobre as medidas de restrição ao trânsito de caminhões no município que passaram a vigorar no último dia 30. Kassab e Moraes anunciaram também novas regras de restrição a caminhões a partir de 28 de julho, além da contratação de 265 ‘marronzinhos’ da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) para auxiliar na fiscalização do tráfego.

Para analisar o impacto das medidas, técnicos da Secretaria de Transportes compararam o volume de tráfego no início das férias escolares de julho deste ano com o mesmo período do ano passado, levando-se em conta que nesta época ocorre redução da circulação de veículos. Este ano, por causa da restrição a caminhões, houve redução média de 40% nos congestionamentos, de 30% nos horários de pico, chegando a 63% em alguns momentos do dia. Nesta quarta-feira (2), por exemplo, às 13h30 os congestionamentos baixaram a 10 quilômetros, índice comparável a de dias úteis de jogo do Brasil em Copa do Mundo, quando as ruas ficam vazias, como lembrou Moraes.

O prefeito e o secretário destacaram também a eficiência da fiscalização, que aplicou 3.345 multas, das quais 1.663 no dia 30 de junho, 1.180 no dia 1º de julho e 1.102 ontem. “Houve uma otimização da fiscalização, com as viaturas rodando. A fiscalização é permanente para assegurar o sucesso da operação”, disse o secretário.

“Quero cumprimentar o secretário de Transportes, os técnicos da CET, da SPTrans e da Polícia Militar, que demonstraram que se pode transformar a cidade quando se acredita na melhoria da qualidade de vida dos que moram aqui”, afirmou Kassab. O prefeito ressaltou que as mudanças na gestão do trânsito são ações de curto prazo e as de médio e longo prazo referem-se à conclusão do Rodoanel e à expansão da linha metroviária, ambas com a participação da Prefeitura.

A partir de 28 de julho o rodízio atualmente em vigor para os carros passará a valer também para os caminhões de qualquer lugar do País que atravessem a Cidade de São Paulo, tanto na região do centro expandido como nas marginais Tietê, Pinheiros, avenida dos Bandeirantes, Salim Farah Maluf, Juntas Provisórias, Presidente Tancredo Neves, dentre outras, que formam o anel viário.

A previsão é que essa determinação reduza em 20% o número de 126 mil caminhões que trafegam a cada dia atualmente por essas vias. O horário de inclusão no rodízio será das 7h às 10h e das 17h às 20h, obedecendo aos seguintes finais de placa: segunda-feira (finais 1 e 2); terça-feira (3 e 4); quarta-feira (5 e 6); quinta-feira (7 e 8); e sexta-feira (9 e zero).

Medidas de restrição

Desde o último dia 30, caminhões de médio e grande porte estão proibidos de transitar entre as 5h e as 21h, de segunda a sexta-feira, e das 10h às 14h, aos sábados, numa área de 100 quilômetros quadrados no centro expandido, a chamada Zona Máxima de Restrição de Circulação (ZMRC). Os VUCs (caminhões de pequeno porte com até 6,3 metros de comprimento) entraram em sistema de rodízio de placas par e ímpar concomitantemente com as regras do rodízio municipal de veículos. A partir de 1º de agosto nenhum VUC poderá circular nos horários de pico, independentemente do número final de placa.

Em razão dessas restrições, que melhoraram a fluidez no trânsito, a proibição total aos VUCs prevista a partir de novembro (no horário das 5h às 21h) está temporariamente suspensa. Moraes comentou ainda que a contratação de 265 marronzinhos, que se juntam aos atuais 1.700, e a aquisição de 48 novos guinchos em 15 de julho darão mais fluidez ao trânsito e possibilitarão até 5 mil remoções mensais de veículos quebrados, mal estacionados ou irregulares.

Fonte: Prefeitura da Cidade de São Paulo

Deixe um comentário

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube