sexta-feira , 23 julho 2021

Prazo do Bilhete Único é ampliado para três horas

A partir do dia 28 de julho, os passageiros que utilizam o Bilhete Único terão uma hora a mais para fazer quatro viagens com o pagamento de apenas uma passagem (R$ 2,30). A ampliação do atual prazo de duas horas para três atenderá principalmente os moradores da periferia da Cidade que, em grandes deslocamentos, levam mais de duas horas para chegar a seu destino. Diariamente, 6 milhões de passageiros se deslocam por ônibus na Capital.

Com o aumento do período de validade, a Prefeitura amplia as medidas de melhoria do sistema de transportes, iniciadas com a integração do Bilhete Único ao Metrô e aos trens. A cada dia, mais de 1 milhão de passageiros fazem integração ônibus/metrô ou trem, reduzindo distâncias e aumentando o conforto das viagens sem pagar nada mais por isso.

Continua em vigor também o Bilhete Amigão, que possibilita ao usuário, em domingos e feriados, a realização de quatro viagens no período de 8 horas. Desde seu lançamento, em março de 2008, cerca de 800 mil pessoas já usaram o Bilhete Amigão. Para obter o benefício, o bilhete deve estar carregado com pelo menos quatro passagens (R$ 9,20).

A ampliação de uma hora no prazo para a realização das quatro viagens foi possível graças ao combate às fraudes, cometidas por uma pequena parcela de usuários no uso do bilhete. Em março deste ano, a Prefeitura reduziu drasticamente a fraude conhecida como “janelinha”, o que vai impedir o desvio de R$ 120 milhões anuais.

Isso foi obtido com a adoção da recarga do Bilhete Único nos postos da SPTrans. Houve também a ampliação do número de postos. Agora são 5 mil locais distribuídos por toda a Cidade. Além disso, outras medidas administrativas geraram economia de mais R$ 140 milhões por ano na área de transportes.

A ampliação do tempo de uso do Bilhete Único cumpre a meta de aplicar todo o dinheiro economizado com o combate às fraudes na melhoria das condições do transporte público. O prolongamento do horário vale apenas para o sistema de ônibus e para o Cartão Comum, que não tem ajuda de custo no pagamento de sua passagem, como ocorre com o Cartão do Estudante e do Cartão Trabalhador.

Fonte: Prefeitura da Cidade de São Paulo

Deixe uma resposta

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
YouTube